First Top Banner

Canvas Galeria

R$0,00
0 item(s)
Meu carrinho Fechar

Você não tem itens no seu carrinho de compras.

Produto adicionado no carrinho x

Sued, Eduardo

Sued, Eduardo

Rio de Janeiro, 1925

BIOGRAFIA

Pintor, gravador, ilustrador, desenhista, vitralista e professor. Assim se define Eduardo Sued, graduado, em 1948, pela Escola Nacional de Engenharia do Rio de Janeiro. Em 1949, estudou desenho com Henrique Boese. Entre 1950 e 1951, exerceu a função de desenhista no escritório do arquiteto Oscar Niemeyer, até viajar para Paris. Na Cidade Luz, esteve presente nas academias La Grande Chaumière e Julian e fez contato com os trabalhos de Pablo Picasso, Miró, Matisse e Georges Braque.

Ao retornar ao Rio de Janeiro em 1953, freqüentou o ateliê de Iberê Camargo. Ali, estudou gravura em metal e tornou-se, tempos depois, seu assistente. Lecionou desenho e pintura na Escolinha de Arte do Brasil, em 1956 e, em 1957, mudou-se para São Paulo.  Naquela cidade, entre 1958 e 1963, deu aulas de desenho, pintura e gravura na Fundação Armando Álvares Penteado (Faap). Em 1964, voltou para o Rio de Janeiro onde publicou o álbum 25 Gravuras.

Sua trajetória artística foi discretamente pontuada pelo figurativismo, voltando-se, rapidamente, para abstração geométrica. Mas foi em 1970 que Sued empreendeu importante produção de gravuras e participou de mostras como a Bienal de San Juan de Gravura Latino-Americana e da Bienal Internacional de Gravura, na Polônia. Entre 1974 e 1980, ministrou aulas de gravura em metal no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (MAM).

Em mais de 30 anos de trabalho, destacam-se telas, desenvolvidas desde os anos 1980, de vastas áreas cinzas ou pretas entremeadas de modo preciso por faixas coloridas, num jogo sóbrio, mas vibrante, de expansão e contenção. Na década de 1990, Sued introduziu elementos novos como a tinta de alumínio e pinceladas espessas e descontínuas de modo que a superfície parecesse "quase esculpida", além de resgatar, dos anos 60 e 70, a colagem.

TOPO